Alavancando indicadores de expedição através de ajustes nos processos de recebimento

Alavancando indicadores de expedição através de ajustes nos processos de recebimento

por Eduardo de Souza Canal *

A armazenagem e a expedição são processos dentro da organização que podem gerar sucesso ou fracasso à logística da empresa. Estas atividades são importantes no ciclo como um todo dentro da operação, pois são as etapas finais dos procedimentos, ou seja, a armazenagem é a etapa final do Inbound, enquanto a expedição é a etapa final do Outbound. A expedição é o termômetro da operação. Se ela estiver deficiente acarretará diversos problemas, como a insatisfação do cliente.

A armazenagem bem realizada garante o bom desempenho do separador, que realiza o processo inicial do Outbound e, consequentemente, garante que a expedição não trave. Porém, como citado anteriormente, a armazenagem é o fim do processo de recebimento e, para que um processo finalize bem, é necessário que comece de forma correta.

Para o sucesso do Inbound, devemos ter processos bem definidos, que garantam a entrada física e sistêmica do produto de forma correta. Para isso, precisamos de tecnologia, tais como Integração eletrônica de pedido/nota, WMS, RFID, Banco de Imagens etc, e pessoas capacitadas e treinadas com conhecimento do processo e dos produtos. Na sequência destametodologia, irá acontecer a armazenagem do produto, que é a etapa final do processo de Inbound.

Para que a armazenagem ocorra de forma eficiente e eficaz, é necessário ter a estrutura correta para armazenagem, ou seja, estruturas condizentes com o tipo de operação: Blocado, Drive-in, Porta Palletes, etc. As estruturas de armazenagem devem estar bem identificadas, com o endereçamento do armazém obedecendo a lógica de localização da estrutura, que pode ser Prédio, Área, Rua, Fila, Andar, Sub nível, etc.

Para a execução do processo da tarefa de Armazenagem, precisaremos de tecnologia WMS que registre a movimentação de localização do produto, e ainda, que consiga sugerir o endereço para realizar o armazenamento, baseando na movimentação do produto conforme a curva ABC ou na compatibilidade, na família do produto, no status do produto, etc. E também se faz necessário pessoas capacitadas e treinadas, que saibam da responsabilidade de sua tarefa e com conhecimento dos produtos, obedecendo as normas de paletização e movimentação.

Quando se garante uma melhor utilização nos recursos como Tecnologia, Estrutura e Pessoas, há uma obediência de layout bem definido, que contempla espaço, localização, condição, acessibilidade e segurança. Isso facilita a movimentação dos produtos, promovendo um ganho significativo em acessibilidade e tempo. Com uso de tecnologias como Business Intelligence, Dashboards, entre outras, é possível mensurar o “Objetivo X Executado” nos processos de Inbound e Outbound, o que garante o monitoramento e ações corretivas. Com aplicação de investimentos nos recursos de Tecnologia, estrutura e pessoas, garante-se a eficiência no processo de Inbound, consequentemente acarretando em ganhos no processo de Outbound.

 

*Eduardo de Souza Canal é consultor de negócios da Store Automação, companhia de Tecnologia da Informação especializada no setor logístico

Deixe uma resposta

Seu email não foi publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>