Cinco pontos importantes na implantação de um software WMS

Por Rodrigo Recchia

Figura - Implantação de projetoA implantação de uma solução WMS deve ser moldada e trabalhada para que atenda plenamente os motivos estratégicos e operacionais de uma empresa, tornando-se uma solução eficaz quando o assunto é: acuracidade de estoque, indicadores de desempenho confiáveis, automatização de tarefas, diminuição de custos, diminuição de retrabalho, controle de vida útil das mercadorias, possibilidade de movimentações otimizadas, entre inúmeros outros benefícios. Mas o que pode dar errado nesta implantação?

1) A cultura organizacional talvez seja a mais forte barreira entre os funcionários para aceitarem a implantação de um novo software. A resistência tende a ser grande por praticamente todos os departamentos. Logo, o trabalho da alta gerência deve ser direcionado, demonstrando os benefícios do software e as vantagens que a empresa e funcionários terão ao utilizá-lo. Não poderá ficar a impressão de que o software, seja WMS ou não, irá substituir o funcionário.

2) Tratando exclusivamente de sistemas WMS, o trabalho executado sem registro sistêmico – ou seja, quando a mercadoria é movimentada ou expedida e não registrada no sistema – compromete totalmente a integridade das informações, como relatórios gerenciais e de produtividade. Os funcionários devem ser conscientizados e orientados a utilizar o sistema em sua plenitude.

3) Falta de envolvimento de usuários-chave. Esses usuários devem estar dispostos a disseminar a cultura da utilização da ferramenta para todos os funcionários da empresa, mostrando os seus benefícios, bem como os ganhos com produtividade e eficiência. A falta destes líderes, neste contexto, acaba por perder o conhecimento adquirido durante o treinamento e implantação do sistema.

4) A subutilização do sistema é apresentada com a dificuldade de estabelecer o uso do sistema em sua totalidade, fazendo com que usuários ainda utilizem planilhas para extrair dados e controlar operações, como também gerenciar operações fora do sistema WMS. Assim, cabe à gerência e aos coordenadores orientarem e conduzirem os funcionários para que estes entendam os benefícios que o software pode oferecer e o utilizem em sua plenitude.

5) Patrocinador ausente. Em todos os níveis hierárquicos, deve haver a “compra” da ideia dos benefícios da utilização de uma ferramenta WMS e a percepção de sua vantagem no dia a dia operacional e gerencial. Esta ideia deve partir do mais alto escalão da empresa para o restante dos funcionários. Como podemos verificar, esses itens poderiam facilmente ser gerenciados para que não houvesse desconfiança e subutilização de uma solução WMS. Foram listadas cinco possíveis causas, no entanto estas podem variar de acordo com a cultura organizacional encontrada. Enfim, o monitoramento deve ser constante para que qualquer implantação sistêmica seja bem-sucedida, de modo a trazer os retornos financeiros, operacionais e objetivos estratégicos esperados por seus patrocinadores.

Deixe uma resposta

Seu email não foi publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>