Logística e TI: uma parceria de sucesso

Logística e TI: uma parceria de sucesso

Por Rodrigo Recchia*

Para gerenciar um conjunto de atividades logísticas através da entrega de mercadorias na hora certa, na quantidade desejada e com um custo acessível, as empresas necessitam estar atentas às evoluções tecnológicas atuantes. Logo, o uso de distintos equipamentos, hardwares e softwares, propiciados pela Tecnologia da Informação, vem agregando cada vez mais valor à logística ao longo dos anos.

Terceirizada ou própria, a TI é de grande importância para todas as empresas, dos setores administrativos até aos de fabricação. Contudo, é no armazenamento e na distribuição das mercadorias que a parceria logística e TI torna-se imprescindível.

É quase impossível ter uma logística de qualidade sem a utilização dos recursos tecnológicos existentes, uma vez que toda cadeia de suprimentos passa por equipamentos, softwares e modais que viabilizam a entrega da mercadoria ao cliente no prazo e na qualidade esperada.

Da fabricação à distribuição, há muito que se aprimorar. Uma empresa que possui um planejamento logístico, certamente, estará sempre um passo à frente de suas concorrentes, haja vista que a distribuição de mercadorias é um dos fatores de maior desequilíbrio na concorrência empresarial.

Por meio de uma logística estruturada, os recursos propiciados pela TI possibilitam que a diretoria de uma empresa tenha os indicadores dos níveis da distribuição de sua produção, que os gerentes possuam os mecanismos para mensurar a produtividade diária de seus funcionários e que os operadores manuseiem os equipamentos de uma forma segura e produtiva.

Este cenário só é possível com uma TI atuante, com a presença de softwares de gestão capazes de prover os recursos necessários para todas as áreas de uma empresa. A logística atual necessita, sobretudo, de uma TI bem administrada e com conhecimentos logísticos apurados para a promoção do melhor nível de atendimento interno possível.

Em logística, não basta saber operar computadores e data centers, é preciso ter o feeling para a comunicação com a operação logística de modo a proporcionar aos gestores do armazém um fluxo logístico seguro e no nível de qualidade esperado.

O profissional de TI deve ser conhecedor do ramo de atividade em que está atuando, cabendo a ele a função de possibilitar que os recursos tecnológicos atendam às necessidades logísticas da empresa, tendo sempre como parceiros os profissionais de logística para propiciar o nível de produtividade que a corporação espera.

*Rodrigo Recchia é gestor de desenvolvimento do produto WMS Store Automação, companhia de Tecnologia da Informação especializada no setor logístico.

Deixe uma resposta

Seu email não foi publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>